Curso Learning Criative Learning - Encontros Presenciais


#1

Olá Pessoal,

Começamos nessa semana, na Casa de Makers ( www.casademakers.com ), os encontros presenciais para discutirmos sobre os textos, vídeos e atividades propostas pelo MIT.

Nosso foco é tentar fazer uma ponte direta entre o curso e a sala de aula, e como implantar, na prática Aprendizagem Criativa.

Nós organizamos um cronograma para ter discussões e atividades mão na massa, e pensar juntos, sobre como implantar uma proposta pautada, não apenas no desenvolvimento de projetos, mas projetos pessoais, que tenha real significado para o aluno e como, a partir desses projetos, contemplar os conteúdos curriculares.

Postaremos fotos, vídeos e também documentos que forem saindo a partir das nossas discussões.

Os encontros são na Casa de Makers, rua Harmonia 908, vila Madalena, às terças-feiras a partir das 19h.

Borá REpensar a educação!!! =)


#2

Rui, é aqui que devo postar minha robisco???


#3

Graças ao Rui Zanchetta, estamos fazendo encontros presenciais do curso Casa de Makers, em São Paulo. O ambiente permite diversos agrupamentos (em roda, no chão, na oficina) e há toda tecnologia necessária para a criatividade à disposição: materiais inspiradores, sucatas, computador, componentes de eletrônica. No encontro passado, conversamos muito sobre nossas paixões e construímos desenhos com fitas condutivas e leds que presentavam “o que faz seu olho brilhar?”. Foi uma atividade deliciosa facilitada por Simone Ledermann e Rita Camargo do Instituto Catalisador. Nesta última 3a feira, com a presença do Kit Circuito Z, desenvolvido por Josemar Moura, montei com Fabiana Raulino nossa primeira robô-rabisco (robisco): a AMY. Assistam ela dançando em: https://youtu.be/ymOCUIKIQ9E


#4

Pessoal, gostaria de compartilhar com todos algumas perguntas que surgiram durante nossos encontros, e estão norteando nossas discussões para que tenhamos uma documento sistematizando tudo que fizemos, e que também ajude outros professores a desenvolverem projetos em suas escolas?

Toda colaboração é bem vinda e ajudará muito a juntarmos força e construir um documento que futuramente poderá ajudar outros educadores a implantarem Aprendizagem Criativa na prática.

Seguem algumas perguntas:

  1. Como desenvolver projetos em sala, a integração entre as disciplinas? Como dar inicio aos projetos? (Alunos participam da escolha do tema, ou professor defini?)

  2. Como desenvolver projetos pessoais, partindo das áreas de interesses dos alunos, e ainda assim, contemplar o currículo?

2)Devemos nos restringir à conteúdos, ou considerar as habilidades desenvolvidas durante o projeto?

Pessoal, comentem, tragam sugestões, dúvidas e compartilhem experiências!!!

Abs

Rui


#5

Olá, Rui, olá, Pessoal,

Gostei da proposta dos encontros presenciais.

Para o próximo dia 21, eu já assumir compromisso, mas vou me organizar para estar presente no dia 28.

Acho que temos muito o que trocar para fortalecimento das pr[aticas.

Sobre as duas perguntas que voc6s colocaram:

  1. A minha experiência tem indicado que é importante o professor definir uma temática ampla, alinhada com o PPP da escola e que o professor defina especificidades com a participação dos alunos. Então ele define com os profs - seus pares de outras disciplinas - um tema mais amplo que possa ser trabalhado a partir de vários conteúdos em estudo. Na sequência, ele apresenta várias opções de linhas de trabalhos para os alunos, já convergentes com o PPP. É importante que ao fazer essa apresentação, ele dê exemplos de aproximação da temática mais ampla com o contexto de vida desses alunos, para que eles se sintam parte interessada e beneficiária dessas buscas. E aí os alunos participam, palpitam, criam e escolhem.

IMPORTANTE: o professor não vai entregar um leque e sequência de atividades prontas. Ele vai apresentar alguns exemplos de problemas sobre o tema que impactam diretamente na vida deles - se for trabalhar com aprendizagem baseada em problemas, por exemplo - e não vai dar exemplo de tudo. É apenas para que eles entendam a partir do contexto e capacidade de compreensão deles (Paulo Freire, John Dewey, Piaget e Vygotsky sempre). A partir disso, eles começam a dar exemplos de problemas e já refletir sobre caminhos que possam ser trilhados para resolve-los. Fica a minha sugestão.

  1. Não entendi o que você chama de projetos pessoais. Você poderia explicar um pouco melhor, por favor?
    Se for a questão de ter correlação com os interesses dos alunos, por isso eu proponho fazer essa aproximação e questionar sobre as especificidades com os alunos, para eles se motivarem e interessarem. Se for outro tipo de trabalho pessoal, lembre-se que uma coisa é uma prática dentro da escola, que sempre tem a intencionalidade e isso precisa ser respeitado. Não precisa engessar, mas tem que ter. E outra é um projeto particular… é complicado você trabalhar na escola projetos individuais que sobreponham ao coletivo… os alunos se destacam pela participação nesses trabalhos que tenham o foco no coletivo… temos que saber separar alguns conceitos essenciais aí.

Abraços a todos!


#6

Olá pessoal. Será que não seria possível alternar os dias e não ficar fixo às terças-feira? Tenho muito interesse em participar mas, dou aula às terças.
Forte abraços, Paulo Adriano


#7

Olá!
Ainda é possível participar dos encontros?
Grata.


#8

@Rui, acho que já se encerrou, certo?


#9

Olá, estou chegando agora e gostaria de saber se ainda consigo acesso a esse curso online que vocês fizeram ano passado. Obrigada


#10

Bom dia Adriana!

Consegue sim. Todo o curso esta disponível no endereço: http://learn.media.mit.edu/lcl/

Comece por este link: http://learn.media.mit.edu/lcl/get-started/

Inclusive esta semana iniciará uma nova “rodada” do curso, no dia 07. A inscrição pode ser feita pelo link: https://mit.us16.list-manage.com/subscribe?u=d4055f9dadb47752210df2aa0&id=225530fa75

Boa sorte e Bem Vinda!


#11

Olá! Estou chegando agora, achei legal essa iniciativa. Os encontros ainda acontecem? Obrigado!